O Jorge é um dos nossos clientes de primeira hora. Numa das visitas que fez mais recentemente à Megastore do Palácio, já se tinha decidido por uma Foffa para as suas deslocações no Porto e no Minho, mas quis o acaso que, entretanto, viesse a encontrar esta Schwinn num palheiro.

Esta bicicleta é uma Le Tour de 1974, um dos modelos fabricados sob licença no Japão com a marca Schwinn, neste caso pela Panasonic, que é reputada pelo seus quadros leves. Por isso mesmo, a menina tem uma alma muito nipónica e isso é coisa que por aqui gostamos muito.

Apesar do bom estado do quadro, que apresenta sinais de ter sido estimado, as restantes peças estavam mal tratadas pelo tempo. Contudo, os cuidados aqui dos vossos queridos duendes deixaram o conjunto com um ar muito composto e a bicicleta pronta para muitos e bons quilómetros.

 

Os aros Araya originais estavam, infelizmente, irrecuperáveis e por isso mesmo, considerando o orçamento do cliente, optámos por rodas novas com aros 700c de perfil clássico em alumínio e pneus Panaracer Pasela (Panasonic).

Para o conforto absoluto, optámos pelo selim B17 Special, aquele que continua a ser o nosso modelo preferido da Brooks. O nosso instinto apontava para o preto original, mas o mel acabou por resultar mesmo muito bem.

O cockpit, muito distinto, é uma das partes mais interessantes de uma bicicleta já de si muito bonita e foi aprimorado com um avanço novo e fita de guiador também da Brooks. Atentem no formato do guiador original Schwinn e nas manetes duplas de touring e travões da Dia-Compe.

Na transmissão mexemos em pouca coisa, trocando os pedais Le Tour originais pelos japoneses MKS Stream, subsituímos o desviador frontal por um Shimano Claris novo e trocámos a roda livre e a corrente.

Para além da substituição de cabos, espirais, esferas e outros consumíveis, foi feita uma limpeza de todas as peças e polidos os alumínios e os cromados.

//

Jorge was one of our first customers back in 2012 and, more recently, has been visiting us to chose a new commuter. Meanwhile he found this amazing Schwinn Le Tour from the 70’s abandoned in a barn, do you believe this? 

The bicycle was in a bad shape, though in original condition and we made a minimal intervention to convert it in Jorge’s new daily ride. We add a new super comfortable Brooks leather saddle and matching bar tape (our first choice would be the black, but we quite like the honey choice), a wider stem and some new drive-train parts (free-wheel, front derailleur, chain). The bike was cleaned and polished in it’s entirety and some minor parts were replaced (cables, brake-pads, bearings, etc). 

Etiquetas:, , , , , , , , , , , , , ,

Esta estradeira chegou-nos às mãos há umas semanas atrás “para se ver o que era possível fazer”.

A bicicleta, com decalques “México”, veio de França. Não é uma icónica Colnago México, mas ainda assim está muito bem equipada. Com tubos Reynolds 531, um grupo completo Campagnolo e um cockpit Cinelli, veio em muito mau estado e o seu aspecto à chegada à oficina não era mesmo nada encorajador. Olhando para o resultado final, parece inacreditável que se tenha chegado a ponderar substituir a generalidade das peças, incluindo parte da transmissão e os cubos , já que dos originais só veio o traseiro.

Sendo esta uma bicicleta para ser usada, chegámos a ter muitas peças de substituição orçamentadas, mas depois de uma limpeza a fundo das camadas e camadas de lixo que cobriam a bicicleta, descobrimos que estava tudo num estado bastante razoável. Felizmente, o cliente também conseguiu encontrar numa caixa o cubo frontal Campagnolo original.

O Edu passou umas horas valentes a limpar e a lubrificar peça a peça. Já que se desmontou tudo, aproveitámos para repintar o quadro no laranja metalizado original, com um resultado muito bonito.

A única alteração significativa foi a substituição dos aros e pneus tubulares por uns novos clincher com pneus Panaracer Pasela, uns favoritos aqui dos duendes. Os cubos originais estão a funcionar na perfeição.  Houve ainda um certo compromisso entre a estética e o conforto na escolha das fitas de guiador, tendo-se optado por umas Deda de espuma. O selim é um Brooks B17 Narrow do cliente e consumíveis como calços, cabos e espirais são todos novos.

//

We recently had in our Matosinhos worshop this orange racer for a complete restoration. Built with Reynolds 531 tubing, a complete Campagnolo group set and Cinelli cockpit, the bicycle was in a quite bad condition.

Our first idea was to replace part of the components, but, after cleaning the first layers of dirt, we found everything in a very reasonable state. Edu spent many hours cleaning, lubing and reassembling part by part. The frame was resprayed and the wheels rebuilt with new clincher rims and Panaracer tires. The new wheels with the reconditioned Campagnolo hubs just ride amazing!

Etiquetas:, , , , , , , , , , , ,

vinagre (1 of 1)-2

Este projecto começou com o resgate numa garagem da velha bicicleta do sogro do Carlos, menina que noutros tempos teve um uso bastante intenso e por isso mesmo muito estimada lá em casa.

O Carlos, conhecendo bem a história da bicicleta, decidiu fazer uma surpresa e dar-lhe uma nova vida pelas mãos aqui do vosso Druída dos Anjos.

vinagre (1 of 1)

A lista de supermercado foi a que se segue:

  • Pintura a replicar a de origem
  • Rodas com cubos Exceltoo NOS, aros Rígida, raios inox e pneus Schwalbe
  • Pedaleira Spiellos, eixo Sunrace e roda livre Sunrace 5V 14-28
  • Pedais MKS com estribos Velo Orange e fitas Zefal
  • Travões Dia-Compe

Etiquetas:, , , , , ,

noroeste-2

O Luis deixou na Megastore do MMM este quadro preto fosco para uns miminhos dos duendes.

A lista de supermercado foi a seguinte:

  • Rodas com aros de stock, cubos Fórmula e pneus Schwalbe Lugano
  • Selim Charge Spoon
  • Guiador Nitto Randonneur com fitas BLB em mel e avanço clássico de stock
  • Travões de stock e manetes Tektro
  • Transmissão com desviadores Huret (usados), cabos e espirais novos, pedaleiro Solida (também usado), pedais Or8 e corrente KMC

 

Etiquetas:, , , , , , , , ,